RSS

sábado, 2 de junho de 2012

(des)Arrumações

Ele há coisas que me mexem aqui com o sistema nervoso central...

Arrumar!!! Aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaah!!!

Se me aparecesse, por artes mágicas, uma fada madrinha, um dos desejos que lhe pediria era para me dar condão de ser arrumadita.

Tenho andado a pensar em formas que conseguir sê-lo mais.

Então, lembrei-me de encontrar um esquema manhoso de compensações. Qualquer coisa semelhante ao seguinte: arrumo a loiça, tenho direito a laurear a pevide sozinha. Arrumo a roupa, tenho direito a comprar uma pindériquice qualquer - ah, não, este não se aplica; não temos um tusto.

Bom, mas a ideia é essa. Seguir esta linha de raciocínio/compensações e "fazedura" das coisas.

Quando era miúda pequenina (pequenina? não me lembro de ter sido pequenina, sempre fui enorme; com 9 anos, já media 1,50 m) funcionava. Será que depois de crescida e coisital, também vai funcionar?

Avervamosnoquevaisairdaqui!

Roupa para dobrar e arrumar; loiça para lavar e arrumar; chão para varrer e lavar; quartos para limpar; roupa do hóme para guardar... E devem faltar mais milhentas coisas que nem me lembro. Fiquei logo com falta de ar e dor nas cruzes só de pensar no que vem aí...

Jasuse!!!

Alguém me diz onde é que eu estava com a cabeça quando me quis juntar...?

Ele há coisas...

E quem diz a verdade não merece castigo.

Sem comentários:

Enviar um comentário