RSS

domingo, 3 de junho de 2012

De pequenino é que se torce o pepino e o meu nariz também


Não estamos preparados para ver os nossos filhos a crescerem de forma desmedida. Nem para a primeira fase de afirmação do "já-sou-crescido-e-não-sou-mais-um-bebé".

Estou em crer que isso se instalou. Eu é que, como mãe a atirar para o estupidinha, de vez enquando, não quis perceber bem a coisa. Mas a verdade é que sim. Ele está crescido e daqui para a frente ninguém o pára. Nem eu...

Faz tempo que quer ser ele a lavar a cabeça durante o banho e apanhou a mania de colocar creme na cara e nos braços, terminando com um vigoroso "cheira tão bem".

De há algumas semanas para cá não come papa. Ao início julguei tratar-se duma questão de gosto e por isso comprámos de outros sabores e marcas. Depois senti que era uma mariquice ou uma comichice qualquer. Hoje e só hoje percebi que se trata da chegada da fase de afirmação. "Não-como-mais-papa-porque-não-sou-mais-bebé-blhercka!"

Tenta vestir-se e calçar-se sozinho...

Ontem, presenteou-me com uma música "Manhééééé (vulgo mãe), anda comigoziões".

Será que é uma maneira subtil dele me dizer, com a música, que já está preparado para namorar?

Isto de os ver a crescer é tão bom como assustador...

Um dia destes, juntam-se os três em jeito de conspiração e lá vêm eles com o "dá-me dinheiro para ir sair com os amigos". Quer dizer... No caso deles, basta que saiam os três juntos para ser quase uma manifestação.

Definitivamente, não estou pronta para este crescimento avassalador... Onde está o meu bebé mais crescido?

Socorro, alguém lhe diz que ele só tem 2 anos?

Sem comentários:

Enviar um comentário