RSS

sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Sejam felizes =)


Ontem, durante o dia - nesta altura em que todos pedem como desejo que o ano que vem seja melhor que o que está em vigor - enviaram-me uma imagem de banda desenhada com um pequeno diálogo entre duas personagens.

Passo a transcrever:

A - As pessoas esperam que o ano que está começando seja melhor que o anterior.
B - Aposto que o ano que está começando espera que as pessoas é que sejam melhores.
Pus-me a pensar e realmente é verdade...

Todos nós, conseguimos de alguma forma ser pessoas melhores. Há sempre arestas a serem limadas e com isso poderemos não mudar o mundo inteiro, mas mudamos o nosso mundo e o dos que nos rodeiam diariamente.

Se em vez de nos lamentarmos tanto com o que não temos, nos alegrassemos mais com o que temos, com certeza que a nossa vida poderia correr melhor.
Em vez de enfiarmos tantas vezes a cabeça na areia, como as avestruzes, a levantássemos mais vezes para ir à luta...

Se...
Se...
Se...
Se...

Tantos ses que cada um de nós tem que podem ser mudados...

Afinal, todos temos a força necessária para suportar o que nos vai sendo proposto pela própria vida. A prova disso é que muitos de nós já passaram por momentos menos felizes, de desespero e conseguimos dar a volta por cima. Levámos algumas cacetadas pelo caminho, mas isso faz parte do nosso crescimento e evolução pessoal.

Assim, os meus desejos são consigamos mesmo ser pessoas melhores amanhã e durante todos os dias doravante.

Que em vez de só pedirmos desejos para 2011, nos lembremos de agradecer o que nos foi dado e o que conseguimos conquistar no ano que está a terminar...

A todos, sem excepção, que sejam e façam alguém feliz - como sempre me pediu o meu avô.

Tenham uma noite cheia de purpurinas e quando soar a última badalada, em vez de dizerem "feliz 2011", digam "que sejamos felizes".

Um abraço apertado a todas as pessoas que me são especiais e que muito contribuem para parte da minha felicidade.

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Sim...


Sim...

Já mais que uma pessoa me disse que sim!

Disseram e eu chorei. Não sei se de contente por saber que sim ou por ficar triste em não puder ver o teu ar feliz quando escutasses o mesmo que eu.

"O teu filho é parecido com o teu avô paterno." "O queixo é igual ao do bisavô."

Quis tanto homenagear-te e dizer-te que tenho saudades tuas que te ofereci o nosso primeiro bebé para embalares à noite, aí no sítio onde estás. Afinal, ele tem o mesmo segundo nome que tu tinhas.

Fernando!

Gostava de puder ver-te a pegar-lhe ao colo, pela primeira vez, a veres os passos que ele já dá, a ouvires as gargalhadas dele...

Gostava que sim... Que estivesses aqui... Gostava que me tivessem deixado despedir-me de ti... E talvez as coisas fossem menos díficeis de ultrapassar.

Queria tanto, mas tanto puder partilhar os meus ais e alegrias contigo... Que soubesses que estou bem, que tenho o meu cantinho... E às vezes até consigo ser feliz.

"Que sejas e faças alguem feliz", lembras-te?

Pelo que me dizem, faço algumas pessoas felizes. Tenho cumprido o teu pedido.

Tenho saudades tuas, nossas, de sujar a ponta do nariz com gelado, por ser muito gulosa... Dentro em breve, outro narizinho se sujará com gelado e reviverei, mesmo que por breves momentos, os instantes que tivemos juntos...

Sim!

Gostava que sim! Não sei se o teu bisneto é parecido contigo, mas... Falar-lhe-ei de ti... O bisavô que não lhe vai pegar ao colo, mas que vai mimar sempre lá do sítio onde está.

E enquanto o mimas, somos os três felizes, porque o fazemos em uníssono e num segredo só nosso... Tu mima-lo, eu vejo-o a adormecer, junto do meu colo e ele flutua neste espaço mágico...

É assim que sou e faço alguém feliz, tal como me pediste.

Sim... Tenho saudades tuas!