RSS

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Mamandi


Obrigada pelo miminho!!!

"Quero ser teu amigo, nem demais e nem de menos...
Nem tão longe e nem tão perto.
Na medida mais precisa que eu puder.

Mas amar-te como próximo, sem medida...
E ficar sempre em tua vida
Da maneira mais discreta que eu souber.

Sem tirar-te a liberdade,
Sem jamais te sufocar,
Sem forçar tua vontade.

Sem falar quando for a hora de calar
E sem calar quando for a hora de falar.
Nem ausente, nem presente por demais...

Simplesmente, calmamente, ser-te paz.
É bonito ser amigo,
Mas confesso:
É tão difícil aprender...

Por isso, eu te peço paciência.
Vou encher este teu rosto
De alegrias, lembranças...
Dê-me tempo
De acertar nossas distâncias!"

Fernando Pessoa

"Be true to yourself"

"Trago dentro do meu coração,
Como num cofre que se não pode fechar de cheio,
Todos os lugares onde estive,
Todos os portos a que cheguei,
Todas as paisagens que vi através de janelas ou vigias,
Ou de tombadilhos, sonhando,
E tudo isso, que é tanto, é pouco para o que eu quero."

Fernando Pessoa

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Era uma vez...


Um menino muito tímido conheceu a menina mais extrovertida daquele sítio!

A menina, andava a dar beijinhos a outro menino, quando se conheceram.

Mas o menino tímido, tinha fascinado a menina...

Esta optou por parar os beijinhos com a outra pessoa e decidiu dizer ao tímido encantador que estava apaixonada por ele e queria dar-lhe muitos beijinhos... Muitos e todos aqueles que existissem guardados.

O menino, como tímido, assustou-se e fugiu por um dia. A menina, ficou triste, chateada com ela própria e não percebia o que tinha acontecido para aquela reacção...

Um dia depois, o casal de meninos, foi passear, para perto das árvores, de mãos dadas, abraços dados, olhos nos olhos, com a Lua a abençoar aquelas almas... A menina continuava chateada e o menino estava incomodado com o que via.

Aquela que estava sempre a rir e a por os outros bem dispostos, naquele passeio, não queria rir, só queria chorar. Nem sorrir conseguia.

Ela, sentia que havia sido rápida demais, talvez.

Ele perguntava, a medo, o que se passava e pedia-lhe para não ficar triste.

Decidiram sentar-se na relva. Faltava pouco para voltarem ao mundo dos crescidos e acabar o passeio banhado pela Lua.

E nisto... O menino beija a menina pela primeira vez.

Ela ficou com falta de ar, ele jubilou!

Tinham deixado de ser o menino tímido e a menina extrovertida para serem namorados!

Prometeram ficar juntos sem definir tempo algum...

Hoje, existe um mundo encantado que os namorados foram criando e construindo. Passaram a ser pai e mãe... Amanhã. voltarão a ser pai e mãe...

Por vezes, voltam a ser o menino tímido e a menina extrovertida... Mas agora, em uníssono!

Há quatro anos que a menina chama a esse mundo de "infinitamente nós"...

Há quatro anos, que todos os dias os namorados dizem "amo-te muito."

"Em silêncio trocámos segredos e abraços. Inscrevemos no espaço um novo alfabeto"