RSS

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

...


Quem dera a mim, ter o condão de te mostrar tais coisas belas...
E dizer-te todas as sensações das palavras que há em ti, em mim, em nós e abolir a semântica...
Quem dera a mim, cantar-te na voz e sentir-te em cada poro...
Que o pólen das flores , carregado pelas abelhas te toque...
Te toque, com lábios suaves como o veludo, doces como os morangos... E te beije...!

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Filho meu...!


Só queria, dormir em descanso e no sopro de um balanço pousar em ti...
Só queria, sonhar em abraços e no sorriso do teu traço voar sem fim...
Só queria, dizer-te tudo o que já me és, filho...
Só queria, por instantes poder tocar-te e continuar a sonhar depois de adormecer em ti!

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Voar


E se eu hoje voasse e ficasse instalada numa estrela?

Tenho saudades do ontem...!

Quero voar, saltar, rir, gargalhar... Voltar ao ontem...

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Em busca da felicidade



Há dias assim... afinal, todos nós buscamos a dita felicidade!

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

TU!

Que carregues sempre nos lábios o sorriso que me apazigua a alma...

Que o teu toque seja o nosso toque...

Que me abraces com as palavras que me dás...

Que me embales a paz que te sinto a cada instante...

Que os instantes parem e me dêem luz para seres parte de mim...

És alquimia... És força...

Amo-te mais que a tudo o que de bom tenho!!!

Fada

Os melhores Recados de Fada:
www.MiniRecados.com/fada/


terça-feira, 17 de novembro de 2009

Estrela Mãe

"Aprendi com a minha Estrela Mãe
Na vida só a ser
O que o amor disser
O que o coração quer
Eu aprendi"

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Mãos cheias de tudo e fartas do nada!


Tenho as mãos cheias de tudo…
A noite que és tu afaga a lua que há em mim…
Uhm… sou beijada pela noite… sou envolvida pelo calor dos teus braços…
Tens tu, agora as mãos cheias de mim!
A roda do tempo gira enquanto a noite e a lua se unem…
Os tambores do medo tocam nesta união…
O medo… transforma a noite em dia e parte a roda do tempo…
Vens? Ficas?
Conseguis-te sentir-me?
Não sei… não sei…
Onde estás? Para onde foste?
Não sei de ti…
Quero ser embalada pela chuva que sai de mim… pela chuva que rola no meu corpo…
Fiquei sem a noite…
Afinal… nunca chegaste a sentir-me…
Não vieste para perto de mim…
Os acordes da música que já vive contigo estiveram sempre presentes em ti… e… foste engolido pelo batuque do medo…
Sou amada pela chuva…!
Pensei ter as mãos cheias de tudo, mas… tenho-as fartas do nada que somos e que fomos…

domingo, 15 de novembro de 2009

Uhm!

Hoje, quero escrever... escrever porque sou feliz enquanto o faço...

Escrever cada palavra e juntá-la com a outra... Escrever sem nexo, para que só eu e o papel nos percebamos...

Gastar todas as palavras numa só!

Escrever nada e dizer tudo!

Escrever para ninguém... por mim... para todos... para ti, para o outro, o outro e para o que vai ler o que escrevo hoje, mesmo que sem nexo!

Quero escrever porque amo a escrita, as palavras...

Não quero saber o que pensam dos jogos que faço com as palavras... Não quero saber se gostam ou não, porque sou FELIZ enquanto escrevo! Enquanto converso com o papel e a caneta sussurra palavras na minha mão...

E tu...? Sentes-te feliz?